Estudo da remoção de propranolol presente em efluentes aquosos por biocarvão de serrageme processos oxidativos avançados

Larissa FERNANDES COSTA, Debora Guimarães de Oliveira, Ana Paula Fonseca Maia de Urzedo, Dane Tadeu Cestarolli, Ana Cláudia Bernardes Silva

Resumo


Neste trabalho é mostrado o estudo da remoção propranolol presente em efluentes aquosos pela combinação dos processos de adsorção em biocarvão de serragem associados ao sistema de degradação, efetuado pelos processos oxidativos avançados (POAs). Acombinação dos processos de adsorção e degradação resultou na remoção quase completa do propranolol no meio. O teste de ecotoxicidade com o microcrustáceo Artemia salina foi feito para avaliar a toxicidade processo.


Palavras-chave


adsorção; contaminante emergente; propanolol



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online