DEGRADAÇÃO FOTOCATALÍTICA DE SINVASTATINA, AMOXICILINA E FLUOXETINA EMPREGANDO TiO2 IMOBILIZADO EM ACETATO DE CELULOSE

Sérgio Toshio Fujiwara, Angélica Souza Hrysyk, Elaine Regina Lopes Tiburtius

Resumo


Esferas de acetato de celulose contendo dióxido de titânio (TiO2/AC) foram sintetizadas contendo 10% e 6% (m/m) de TiO2 e Ti, respectivamente. O TiO2 encontra-se na forma anatase e está disperso homogeneamente sobre a superfície do acetato de celulose. As esferas sintetizadas foram eficientes na degradação dos micropoluentes: Amoxicilina (99,0% em 240 minutos), Fluoxetina (85% em 180 minutos) e Sinvastatina (99,1% em 30 minutos), através de fotocatálise heterogênea. Os resultados obtidos em nossos estudos são similares ou melhores dos que os obtidos em outros trabalhos relatados na literatura.


Palavras-chave


Esferas de acetato de celulose, fotocatálise heterogênea, micropoluentes orgânicos, Processos oxidativos avançados



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online