Do Óleo de Amendoim ao Biodiesel- Histórico e Política Brasileira para o Uso Energético de Óleos e Gorduras

Paulo A. Z. Suarez

Resumo


A história do uso de óleos e gorduras como combustíveis líquidos em motores do ciclo Diesel se confunde com a história do próprio motor. No entanto, foi somente no Século XXI que o Brasil e outros países iniciaram o seu uso comercial em larga escala. Especificamente no Brasil, foi iniciado em 2005 um ousado programa para a substituição de óleo diesel por biodiesel. Como resultado, em apenas 10 anos foi instalado no país um parque industrial capaz de produzir cerca de 4 bilhões de litros de ésteres metílicos de ácidos graxos anualmente, gerando milhares de empregos. Apesar da biodiversidade brasileira apresentar diversas possíveis fontes de óleos e gorduras, a industria brasileira hoje praticamente utiliza apenas o óleo de soja e gorduras residuais do processamento de animais de corte. O futuro desta indústria é bastante promissor, já havendo metas governamentais para o aumento da substituição do óleo diesel por este biocombustível.

Palavras-chave


Biodiesel; histórico; óleos e gorduras.



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online