Características Mecânicas e Energéticas de Briquetes Produzidos a partir de Diferentes Tipos de Biomassa

Fábio M. Yamaji

Resumo


Com a necessidade crescente de recursos para a produção de energia sustentável, a utilização de biocombustíveis sólidos torna-se uma alternativa importante uma vez que a biomassa é fonte de energia limpa e renovável. O objetivo deste trabalho foi comparar as características de diferentes tipos de biomassas para a produção de briquetes. As matérias-primas utilizadas foram o bagaço de cana-de-açúcar, as serragens de pinus e de angelim-vermelho. Todos os materiais foram utilizados com um teor de umidade de 10 % e tamanho das partículas (granulometria) retidas nas peneiras de 20 e 35 mesh. Os resultados mostram que os briquetes de angelim-vermelho apresentaram a maior resistência mecânica (0,840 MPa), o maior Poder Calorífico Superior (4.749 kcal/kg), o menor teor de cinzas (0,30 %) e a menor expansão longitudinal (5,03%), se comparado aos outros biocombustíveis estudados. Os ensaios mostraram que a formação de blendas pode ser uma alternativa para viabilizar o aproveitamento de diversos tipos de matérias-primas que, isoladamente, não poderia ser utilizado na produção de briquetes.

Palavras-chave


Bioenergia; resíduos; biomassa.



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online