Validação de métodos por CG-EM para análise de carvacrol e trans-?-cariofileno em amostras comerciais contendo óleos essenciais

Felipe Maia Silva, Francisco Carlos de Oliveira, André Luiz Melo Camelo, Francisco Thiago Correia de Souza, Elisane Longhinotti, Francisco Geraldo Barbosa, Ronaldo Ferreira Nascimento

Resumo


Carvacrol e trans-?-cariofileno são amplamente encontrados em diversas espécies de plantas medicinais, sendo a estes compostos atribuídos várias propriedades farmacológicas. Com isso, este trabalho apresenta a validação de um método analítico para a análise destes compostos nas espécies Lippia sidoides e Rosmarinus officinalis, bem como em uma amostra de óleo de copaíba disponibilizada no comercio popular de Fortaleza. As amostras dos óleos essenciais foram analisadas em um cromatógrafo gasoso com detector de massas (CG-EM). Os parâmetros de validação, tais como linearidade, limite de detecção e quantificação apresentaram valores satisfatórios, com boa reprodutibilidade e recuperação para as análises realizadas em dias diferentes. Dos compostos estudados, a espécie Lippia sidoides apresentou um percentual de 32,01 de carvacrol e 1,78 de trans-?-cariofileno. Para a espécie R. officinales constatou-se um percentual de 0,28 e 0,34, respectivamente para carvacrol e trans-?-cariofileno. Para o óleo da copaíba não se identificou o carvacrol, o trans-?-cariofileno apresentou percentual de 74,5. Com os resultados obtidos, o método pode ser considerado como uma ferramenta analítica útil para o controle de qualidade de carvacrol, trans-?-cariofileno e seus derivados em amostras de óleos essenciais

Palavras-chave


Carvacrol, trans-?-cariofileno, validação de metodologia, Rosmarinus officinalis, Lippia sidoides, copaíba



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online