Composição Proximal e de Ácidos Graxos da Farinha de Chia Parcialmente Desengordurada

MARCI EWERLING

Resumo


Resumo A farinha de chia parcialmente desengordurada (FCPD) é um coproduto obtido da extração do óleo de sementes de chia (Salvia hispanica, L.). A composição proximal e também de ácidos graxos foram realizadas com o objetivo de avaliar o potencial nutricional da FCPD. Foram encontrados teores elevados de proteínas (30,15 %) e carboidratos (41,60 %), e capacidade de absorção de água de 10,53 g.g-1de amostra. Os valores encontrados de ômega-3 (?-3, 8,0 %) e ômega-6 (?-6, 3,1 %) foram elevados, o que torna a FCPD uma fonte desses ácidos graxos. Ainda, a proporção ?-3:?-6 encontrada foi de 2,5:1, um valor dentro da faixa apropriada (2-5:1) para as necessidades do organismo humano. As características apresentadas fazem da FCPD um produto de alto valor nutricional e de uso vantajoso na formulação de produtos alimentícios.


Palavras-chave


Salvia hispanica L.; alfa linolênico; ômega-3; farinha de chia parcialmente desengordurada; proporção ômega 3: ômega-6

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os coment?rios


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online