Avaliação da Biodegradação em Compósitos com Fibras Naturais através de Perda de Massa e Produção de CO2

Joyce B. Azevedo, Laura H. Carvalho, Eduardo Luis Canedo, Josiane D. V. Barbosa, Marivaldo Wagner S. Silva

Resumo


Os polímeros biodegradáveis passam por um processo de degradação resultante da ação de micro-organismos tais como bactérias, fungos e algas. Estes polímeros estão sendo utilizados como matriz na obtenção de compósitos com fibras naturais buscando melhoria nas propriedades mecânicas e térmicas sem que altere as características de biodegradabilidade do produto. Sendo assim, este trabalho avaliou a biodegradação de compósitos obtidos com a blenda comercial de poli(butileno-adipato-co-tereftálico) (PBAT) e amido como matriz e a casca de arroz (CA) utilizando duas técnicas diferentes. Sistemas de PBAT-amido com 10, 20 e 30% de CA foram obtidos em misturador interno e avaliados através do ensaio de biodegradação por perda de massa em solo simulado e utilizando teste de Sturm. Os ensaios por perda de massa indicam que o ataque dos micro-organismos ocorre preferencialmente na matriz. No entanto, o ambiente utilizado no teste Sturm, para avaliação da biodegradação, foi favorável a biodegradação das amostras com casca de arroz.

 

DOI: 10.5935/1984-6835.20160080


Palavras-chave


Biodegradação; Compósitos; PBAT-amido; Casca de Arroz.

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online