Caracterização e avaliação das propriedades adsortivas da casca de laranja na remoção do corante Direct Blue 86

Barbara Costa Formica, Patricia Balestrin Brudzinski, Karina Querne de Carvalho, João Batista Floriano, Fernando Hermes Passig, Marcus Vinícius de Liz

Resumo


O uso de pó de casca de laranja (Citrus sinensis) como adsorvente de baixo custo na remoção do corante Direct Blue 86, usado rotineiramente na indústria têxtil, foi o objetivo deste trabalho. A casca da laranja foi caracterizada e apresentou ser eficiente como material adsorvente para corante têxtil, devido às propriedades físico-químicas indicarem estrutura porosa compatível com a adsorção de moléculas com dimensões de até 15 ?m. O PCL atendeu a norma ABNT NBR 2133 apresentando teor de umidade abaixo de 8 %. O teor de cinzas indicou poucas impurezas no material, com valor de (2,79 ± 0,06) %. A metodologia empregada nos ensaios de adsorção não permitiu a quantificação do corante nas soluções, levando a uma investigação das possíveis causas. Os resultados apresentaram o D-Limoneno, componente da casca da laranja, como responsável pela inviabilização da metodologia empregada, portanto, não foi possível quantificar o estudo através da variação de tempo de contato (cinética de adsorção), pH, temperatura e isoterma de adsorção através deste método. 


Palavras-chave


adsorção; resíduo agroindustrial; espectroscopia; indústria têxtil; remoção de cor

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os coment?rios


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online