Estudos preliminares da glicerólise do óleo de palma catalisada por carboxilatos lamelares

Claudiney Soares Cordeiro, Juliane Hostert Gomes

Resumo


Os monoacilgliceróis tradicionalmente são produzidos a partir da glicerólise de óleos vegetais utilizando catalisadores alcalinos em meio homogêneo e elevadas temperaturas, resultando em um material contaminado com sabões e com sabor amargo.  Neste trabalho o estearato de zinco comercial (EZ) foi utilizado como um novo catalisador heterogêneo para a glicerólise do óleo de palma. Foi possível obter uma mistura de acilgliceróis, com composição química semelhante a obtida industrialmente pelo método tradicional, quando os experimentos foram conduzidos a 170°C, com razão molar glicerol:óleo de 2:1, por 2 h com 5% de catalisador. O EZ foi caracterizado antes e após o uso por difração de raios X e espectroscopia de infravermelho com transformada de Fourier, tendo sido observa a manutenção da estrutura lamelar após as reações.

Palavras-chave


Glicerólise; carboxilatos lamelares; óleo de palma

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os coment?rios


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online