Fármacos para o tratamento do diabetes tipo II: Uma visita ao passado e um olhar para o futuro

Raissa Alves da Conceição, Paula Nogueira da Silva, Maria Leticia de Castro Barbosa

Resumo


O diabetes mellitus consiste em uma síndrome metabólica caracterizada por níveis elevados de glicose sanguínea (hiperglicemia). Atualmente, cerca de 90-95% dos casos de diabetes são do tipo II, o qual se desenvolve a partir de um quadro inicial de resistência periférica à insulina. Em decorrência do avanço exponencial dos principais fatores de risco para o estabelecimento da doença, incluindo a obesidade, maus hábitos alimentares, estilo de vida sedentário e envelhecimento populacional, as estatísticas apontam para a existência de uma epidemia global de diabetes tipo II, com estimativas assustadoras para o futuro. Tratando-se de uma doença crônica sistêmica de progressão lenta, há uma demanda imediata por medicamentos eficazes e com um perfil de segurança adequado ao uso contínuo. Esta revisão detalha a evolução dos fármacos antidiabéticos atualmente disponíveis no mercado farmacêutico, demonstrando os avanços realizados até então e os desafios para o futuro.


Palavras-chave


diabetes; fármacos antidiabéticos; hiperglicemia; hipoglicemiantes; química medicinal



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online