Caracterização Botânica de Méis Brasileiros por Espectroscopia de Ressonância Magnética Nuclear e Quimiometria

Fernanda B. Salgueiro, Aline F. Lira, Victor M. Rumjanek, Rosane N. Castro

Resumo


O mel é um dos alimentos mais estudados devido às suas propriedades nutricionais e medicinais. RMN pode ser usado na análise de alimento para discriminação da origem e identificação de biomarcadores utilizando uma abordagem metabolômica. Neste estudo, nós apresentamos um exemplo desta estratégia para tipificar amostras de mel de diferentes origens botânicas. Onde 53 extratos de méis ricos em polifenois foram preparados utilizando resina de adsorção XAD-4 e os seus espectros de RMN de 1H associados à análise multivariada foram utilizados para detectar possíveis biomarcadores de origem floral. A análise de componentes principais foi aplicada com sucesso na discriminação entre amostras de mel de eucalipto, laranjeira e cambará.

 

DOI: 10.5935/1984-6835.20160018


Palavras-chave


Classificação de mel; RMN; Análise por Componentes Principais (PCA).

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online