Capacidade Antioxidante, Caracterização Físico-química e Floral de Méis do Nordeste do Brasil

Alberto Magno M. de Almeida, Mônika B. S. Oliveira, João G. da Costa, Iara B. Valentim, Marília O. F. Goulart

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar a origem floral, a qualidade físico-química e a capacidade antioxidante de 15 amostras de mel, da região semi-árida do nordeste do Brasil e correlacionar  os dados com a cor e o conteúdo total de fenóis (TPC). Observou-se uma predominância da cor âmbar. A maioria das amostras foi classificada como polifloral e, apenas duas amostras (amarelo claro) foram de origem monofloral. Os valores de TPC variaram de 27,0 a 92,7 mg EAG 100 g-1 de mel, sendo mais elevados em amostras mais escuras. Todas as amostras mostraram capacidade de sequestrar radicais DPPH· e poder redutor analisado pelos métodos de FRAP e CUPRAC, com  melhor desempenho em amostras mais escuras. O TPC apresenta boa correlação (p<0,05) com os resultados relacionados à capacidade antioxidante. Foram observadas correlações significativas (p<0,01) entre a cor, o TPC (0,82) e também com o poder redutor, via CUPRAC (0,66). A cor mais escura do mel é um indicativo de maior teor de fenóis e maior capacidade antioxidante. As características aqui descritas enriquecem as propriedades de alimento funcional do mel e contribuem para o desenvolvimento da economia regional, fornecendo alternativas para a geração de renda familiar regional.

 

DOI: 10.5935/1984-6835.20160005


Palavras-chave


Teor total de fenóis; capacidade antioxidante; análise físico-química; mel.

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online