Determinação de Cl e S em Algas Marinhas Comestíveis por Cromatografia de Íons após Decomposição por Combustão Iniciada por Micro-ondas

Gilberto Silva Coelho Junior, Rodrigo Mendes Pereira, Carla Andrade Hartwig, Isis Gonçalves Toralles, Claudio Martin Pereira Pereira, Vanize Caldeira Costa, Marcia Foster Mesko

Resumo


A determinação de Cl e S nas algas marinhas comestíveis (Hidaka-Kombu, Hijiki, Kombu, Nori e Wakame) foi realizada por cromatografia de íons (IC) após a decomposição por combustão iniciada por micro-ondas (MIC). A concentração de Cl nas algas foi mais elevada (6 a 10 vezes) que a de S, exceto para as algas Hijiki e Nori. O lixiviamento dos analitos após lavagem das algas foi avaliado, sendo observada uma redução nas concentrações de Cl (de até 75%) e um aumento da concentração de S (de até 58%). Usando a MIC-IC foi possível obter boa exatidão (> 95%) para ambos os analitos e adequados limites de detecção (Cl: 11 mg kg-1 e S: 9,1 mg kg-1).

Palavras-chave


Algas marinhas comestíveis; Cloro; Enxofre; Cromatografia de íons; Combustão iniciada por micro-ondas



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online