Acetilcolinesterase AChE: Uma Enzima de Interesse Farmacológico

Cleônia Roberta Melo Araújo, Victória Laysna dos Anjos Santos, Arlan de Assis Gonsalves

Resumo


A acetilcolinesterase (AChE) tem uma importância inquestionável para o adequado funcionamento das sinapses colinérgicas presentes em nosso sistema nervoso central e periférico, fato que torna esta enzima um alvo atraente para o desenvolvimento de novas drogas. Neste contexto, o conhecimento das metodologias que podem ser empregadas para avaliar a atividade enzimática da AChE é um fator importante para o sucesso de pesquisas científicas relacionadas a esta enzima. Desta forma, o presente trabalho inicialmente trata da AChE e de moléculas capazes de inibir ou reativar este catalisador biológico. Na segunda parte do artigo são explanados os fundamentos de diferentes metodologias utilizadas para se determinar a atividade enzimática da AChE, desde as mais simples e de baixo custo, até os métodos que necessitam de maiores investimentos em reagentes e equipamentos. Com esta revisão, os autores fornecem aos pesquisadores algumas alternativas para a realização de experimentos envolvendo a determinação da atividade da AChE, de forma que os mesmos possam avaliar e eleger o método mais adequado para seus respectivos ensaios.


Palavras-chave


Acetilcolinesterase (AChE); Avaliação da Atividade Enzimática da AChE; Inibição e Reativação da AChE



Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online