Pré-Tratamento Combinado H2SO4/H2O2/NaOH para Obtenção das Frações Lignocelulósicas do Bagaço da Cana-de-Açúcar

Samira M. N. Assumpção, Luiz A. M. Pontes, Luciene S. Carvalho, Leila M. A. Campos, José C. F. de Andrade, Etemistocles G. da Silva

Resumo


O processo de produção de etanol de segunda geração (E2G), utilizando biomassas lignocelulósicas residuais, como bagaço e palha da cana de açúcar, vem fomentando a pesquisa para a utilização de diferentes tipos de pré-tratamentos que potencializem o maior aproveitamento da celulose na obtenção do E2G. Este processo visa diminuir a cristalinidade da celulose, favorecendo a exposição ao ataque enzimático. Neste trabalho, o bagaço de cana-de-açúcar (BCA) foi submetido ao pré-tratamento combinado com o ácido sulfúrico diluído 1,45% (v/v), seguido da deslignificação com peróxido de hidrogênio 7,5% (v/v) e hidróxido de sódio 4,0% (v/v). A caracterização química foi realizada por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE), por espectroscopia por reflectância difusa no infravermelho com transformada de Fourier (DRIFTS), fibra detergente neutro (FDN), fibra detergente ácido (FDA), lignina em detergente ácido (LDA) e, por microscopia eletrônica de varredura (MEV). O pré-tratamento químico estudado preservou a cadeia celulósica e permitiu a remoção de 85,8% (m/m) de lignina e 70,7% (m/m) de hemicelulose. A biomassa resultante apresentou porcentagem mássica em celulose de 39,5 e 45,1, determinada pelas técnicas CLAE e FDA/FDN, respectivamente.

 

DOI: 10.5935/1984-6835.20160059


Palavras-chave


Bagaço de cana- de-açúcar; pré-tratamento combinado; etanol de segunda geração.

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online