Avaliação de Equações Matemáticas para Predição de Parâmetros de Especificação do Diesel Brasileiro

Fernanda Maria de Oliveira, Luciene S. de Carvalho, Selmo Q. de Almeida, Keverson G. de Oliveira, Maritza M. Urbina, Luiz Antonio M. Pontes, Leila Maria A. Campos

Resumo


No Brasil, o monitoramento da qualidade do óleo diesel comercial segue procedimentos bastante consolidados, entretanto requerem equipamentos com elevados custos de operação e manutenção. Neste trabalho, foram utilizadas equações matemáticas, disponíveis na literatura, para a obtenção de propriedades físico-químicas do diesel, tais como, densidade, viscosidade cinemática a 40 °C, pontos de ebulição médios, ponto de anilina, grau API, índice de diesel, assim como o índice de cetano e o ponto de fulgor, utilizando dados experimentais de destilação atmosférica (ASTM D86) e massa específica (ASTM D4052). Valores do índice de cetano calculados foram comparados aos obtidos por metodologias ASTM, por meio do test t de Student (nível de significância de 5%), do erro percentual absoluto médio (MAPE), coeficiente de correlação, R, e do boxplot. Para três equações avaliadas, os resultados teóricos e experimentais obtidos para o índice de cetano apresentaram coeficientes de correlação próximos a unidade. Com relação ao teste t de Student, a equação IC_PA foi mais adequada ao nível de significância de 5%, com aplicação de um erro médio absoluto de 0,425 e erro percentual de 0,977 %. Este trabalho apresenta resultados que indicam a possibilidade de uso de metodologias baseadas em equações matemáticas para a predição do número de cetano do diesel brasileiro.

 

DOI: 10.5935/1984-6835.20150155


Palavras-chave


Equações matemáticas; monitoramento; predição de propriedades; diesel brasileiro; ANP.

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online