Intoxicação por Organofosforados: Tratamento e Metodologias Analíticas Empregadas na Avaliação da Reativação e Inibição da Acetilcolinesterase

Laura Patricio A. N. Cavalcanti, Alcino P. de Aguiar, Josélia A. Lima, Antônio Luis S. Lima

Resumo


Derivados organofosforados (OPs) inibem a enzima acetilcolinesterase (AChE) acarretando hiperestimulação colinérgica, danos irreversíveis e morte. Estes compostos são utilizados no âmbito civil e militar, como pesticida e armas químicas, respectivamente, e são responsáveis por mais de três milhões de casos anuais de intoxicações, assim como mais de 250.000 mortes por ano a partir de auto-intoxicações intencionais, representando 30% dos suicídios no mundo. Os OPs sarin, soman, tabun e VX vêm sendo empregados como armas de guerra por diferentes grupos terroristas. Derivados de oxima (pralidoxima e obidoxima) agem como antídoto na etapa de detoxificação, porém os resultados ainda não são satisfatórios, pois estes fármacos possuem baixa penetração na barreira hematoencefálica e uma ação nucleofílica ineficiente frente a OPs. Assim, diferentes métodos analíticos podem ser utilizados para monitorar a eficiência de fármacos com propriedade de reativar ou inibir a enzima AChE. Este trabalho oferece uma visão geral dos derivados de oximas atualmente usados como potenciais reativadores e inibidores, assim como das principais metodologias utilizadas no monitoramento de reativação ou inibição de AChE.

 

DOI: 10.5935/1984-6835.20160056


Palavras-chave


Organofosforados; reativação; acetilcolinesterase; oxima; inibição.

Texto completo:

PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os coment?rios


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online