Separação e Identificação dos Ânions Cloreto, Brometo e Iodeto: Uma Proposta para o Ensino em Química Analítica Qualitativa

Amanda Carolina Souza, Daiane Cássia P. Abreu, Maísa M. Monteiro, Adelir Aparecida Saczk

Resumo


A disciplina química analítica qualitativa contempla o estudo de cátions e ânions, abordando a identificação e separação destas espécies. Os cátions são classificados em grupos e analisados sistematicamente, de acordo com suas similaridades. Vários métodos de análise têm sido propostos para a determinação aniônica. No entanto, verifica-se na prática a dificuldade de se analisar misturas de determinados ânions, devido à incompatibilidade química ou mesmo à semelhança entre essas espécies.

Assim, o objetivo deste trabalho foi desenvolver uma metodologia para a separação e a identificação dos ânions cloreto (Cl-), brometo (Br-) e iodeto (I-) para a aplicação em aulas práticas. Realizou-se a precipitação dos ânions Cl-, Br- e I- utilizando-se o reagente nitrato de prata. Parte do precipitado formado foi solubilizado com hidróxido de amônio, resultando na separação do ânion Cl- dos demais ânions. A identificação do ânion Cl- foi realizada por meio de reações de deslocamento de equilíbrio, que levaram à formação do cloreto de prata, um sólido branco. O precipitado, contendo os ânions Br- e I-, foi solubilizado pela tioacetamida, que teve como finalidade a liberação de íons sulfeto (S2-) para a formação do sulfeto de prata. O ânion I- foi oxidado a iodo elementar e caracterizado pela extração com clorofórmio. A caracterização do ânion Br- foi possível pela oxidação deste ânion a bromo elementar e posterior extração com clorofórmio, apresentando nesta fase a coloração laranja.

 

DOI: 10.5935/1984-6835.20150151


Palavras-chave


Análise sistemática; marcha analítica; análise de íons; halogênios.

Texto completo:

PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os coment?rios


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online