Efeito Inibitório do Extrato de Piper Nigrum L. sobre a Corrosão do Aço Carbono em Meio Ácido

Beatriz V. R. de Assis, Flaviana O. Meira, Vitória G. S. S. Pina, Gabriel F. de Andrade, Bruno A. Cotrim, Gabriel O. de Resende, Eliane D'Elia, Flávia C. de Souza

Resumo


Os inibidores de corrosão são usados para preservar a integridade dos componentes metálicos de instalações sob condições severas de corrosão, que levariam à falha ou redução do ciclo operacional de equipamentos essenciais tais como risers, colunas e estrutura de poços, dutos, torres de destilação e vasos de pressão. Diversas substâncias químicas vêm sendo estudadas para atuarem como inibidores de corrosão de materiais metálicos. Compostos orgânicos são testados e aplicados industrialmente como inibidores de corrosão devido a sua menor toxicidade. Devido a recentes recomendações para a eliminação do uso de inibidores inorgânicos tóxicos houve um aumento significativo nos estudos sobre o uso de produtos naturais como inibidores de corrosão. Os produtos naturais são considerados inibidores de corrosão ecologicamente adequados para o uso em grande escala. Estudos recentes mostraram que o extrato da pimenta é rico em uma mistura de alcaloides que apresentam excelentes propriedades anticorrosivas em meio ácido. Portanto, o objetivo deste estudo foi investigar a eficiência de inibição do extrato bruto da pimenta negra e da piperina, principal constituinte deste extrato, na corrosão do aço carbono em meio altamente corrosivo a partir de ensaios gravimétricos. Para isso, ensaios de perda de massa foram realizados para o estudo de eficiência de inibição. Como resultado, foi constatado que as eficiências de inibição das diversas concentrações de extrato bruto como inibidor foi maior que as eficiências de inibição das mesmas concentrações de piperina pura como inibidor. As eficiências foram de 97 % do extrato bruto e 70 % da piperina pura.

 

DOI: 10.5935/1984-6835.20150105


Palavras-chave


Inibidor de corrosão; produto natural; aço carbono; inibidor verde.

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online