Um Novo Processo para a Obtenção do Antimoniato de Meglumina, Visando a Produção do Medicamento Genérico

Alcione S. de Carvalho, Silvio Luiz Duarte, Jorge Carlos S. da Costa, Núbia Boechat

Resumo


O antimoniato de meglumina (Glucantime®) é o fármaco de primeira escolha utilizado para o tratamento da leishmaniose. Apesar de ser utilizado por mais de meio século, sua composição e seus contaminantes tóxicos inorgânicos ainda não estão totalmente elucidados. Estes problemas afetam diretamente a qualidade do medicamento genérico formulado, resultando em efeitos secundários graves. Neste artigo nós relatamos um novo processo melhorado de obtenção do insumo farmacêutico ativo (IFA) de antimoniato de meglumina, visando a produção do medicamento genérico. A obtenção do antimoniato de meglumina em escala de bancada, a sua otimização e posterior scale-up do processo foram realizadas, através da metodologia one-pot e não foram utilizados solventes orgânicos derivados do petróleo. O antimoniato de meglumina foi obtido em bom rendimento e apresentou baixo teor de contaminantes tóxicos. Em trabalho complementar, a avaliação calorimétrica da reação bem como as análises de metais pesados foram feitas, visando a segurança, economicidade e reprodutibilidade do processo. A atividade leishmanicida deste IFA foi avaliada por outro grupo que reportou a sua efetividade quando comparado ao fármaco de referência Glucantime®. Paralelamente ao desenvolvimento do processo de síntese foi proposta uma metodologia para o tratamento e reciclagem dos efluentes, com o objetivo de melhorar a performance do processo e diminuir o custo com tratamentos de rejeitos.

 

DOI: 10.5935/1984-6835.20150030


Palavras-chave


Antimoniato de meglumina; Glucantime®; leishmaniose; antimoniais pentavalentes; “scale-up”.

Texto completo:

PDF MS

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os coment?rios


Creative Commons License
A Revista Virtual de Química está licenciada sob as condições do Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License. Sob esta licença, a RVQ permite que seu conteúdo seja copiado, distribuído, exibido e executado desde que os devidos créditos à Revista e aos autores sejam dados. Contudo, o usuário não poderá utilizar o conteúdo com finalidades comerciais, a menos que obtenha permissão da Editoria da Revista.
Visitantes Online